(Des)comemoração de 1 ano da Reintegração de Posse do Parque Augusta

Dia 5 de março não pode passar em branco!

por Organismo Parque Augusta

 

Todo dia 5 de cada mês uma sirene é tocada em Mariana, Minas Gerais, em memória ao maior crime ambiental já registrado no Brasil, que aconteceu com o rompimento da barragem de Fundão dia 5 de novembro de 2015.

Se a sirene tivesse sido tocada naquele dia, os moradores do entorno teriam mais tempo para reagir ao desastre.1MinutoSirene

#UmMinutodeSirene
Pela ampliação das redes de apoio e de reflexão sobre a tragédia de Mariana, tocaremos a sirene pela primeira vez em São Paulo, no mesmo horário (16h), em solidariedade às vítimas e às famílias que continuam sofrendo com esse desastre.

Aqui em São Paulo precisamos também insistir no SINAL DE ALERTA contra o crime ambiental que está sendo cometido com a aprovação da Lei de Uso e Ocupação do Solo de São Paulo, onde 45 dos 55 vereadores votaram a favor de um regulamento que destruirá as últimas áreas verdes remanescentes de Mata Atlântica da capital.

1AnoReintegracaoPossePA

#UmAnoSemParqueAugusta fechado ilegalmente pela Setin/Cyrela e seus tapumes forjados

Dia 4 de março de 2015 a polícia militar colocou fim à ocupação “Verão Parque Augusta”. Um dia depois, as especuladoras Setin e Cyrela construíram os TAPUMES DA VERGONHA por todo o parque, espremendo o bosque do restante da área.

Durante os 47 dias de ocupação, co-criamos o Parque Augusta dos nossos sonhos. Sem ajuda do Estado nem de empresas privadas, plantamos árvores nativas da Mata Atlântica, oferecemos diversas oficinas, promovemos debates e atividades focados na educação ambiental, integração social e experimentação cultural. Ocupamos o Parque Augusta com a finalidade de preservá-lo, ampliá-lo e ativá-lo, assim como sugere a matrícula do terreno e deseja a população de São Paulo.

Um ano após a reintegração de posse do Parque Augusta, tocamos a sirene em repudio à suceção de crimes ambientais cometidos lá dentro e esperamos que as construtoras Setin e Cyrela sejam punidas por cada dia de existência desses tapumes descaradamente ilegais e dos portões fechados para a população.

Estamos aqui pra isso: lembrar dos desastres ambientais cotidianos que tanto repudiamos e lembrar do nosso poder de resistência e de autogestão.

LEVE SEU INSTRUMENTO MÚSICAL PRA COMPOR O CORTEJO (sirenes inclusive!)

Programação

• 14h – Concentração na Praça Roosevelt – produção de faixas
• 16h – #UmMinutoDeSirene pelo não esquecimento da tragédia de Mariana-MG (4 meses do rompimento das barragens)
• 16h30 – Cortejo Praça Roosevelt – Parque Augusta
• 17h – #UmAnoSemParqueAugusta fechado ilegalmente pela Setin e Cyrela
• 18h – Cinemata na rua – vídeos da ocupa Verão Parque Augusta

Comments

happy wheels