Dia da Árvore

Hoje é o Dia da Árvore no Brasil… e o Parque dos Búfalos Jd. Apurá comemora essa data querida (que deveria ser comemorada todos os dias!) através de uma aulinha de Educação Ambiental seguida por um mutirão de plantio de mudas de árvores nativas da Mata Atlântica com crianças da Associação Casa dos Curumins.

by Henny Freitas

Imagens: Betina Schmid e Daniel Firmino. Edição: Betina Schmid.

Diferente em outras partes do mundo, a data foi escolhida em razão do início da primavera, que começa no dia 23 de setembro no hemisfério Sul.

Símbolo da natureza, a árvore é fundamental para a vida na Terra pois produz oxigênio no processo de fotossíntese, reduz a temperatura, aumenta a umidade do ar graças à evapotranspiração, evita erosão e fornece, além de sombra e abrigo para algumas espécies animais, alimento para nós humanos e outras formas de vida.

Mas, quanto vale uma árvore?

Se colocadas em moeda, em 50 anos, uma única árvore valeria R$ 300 mil e seria capaz de gerar: R$ 72 mil em oxigênio; R$ 84 mil em tratamento de água e R$ 150 mil em um sistema natural de purificação do ar. Mas ela faz tudo isso de graça. E mesmo assim, devido à expansão urbana, as árvores não são valorizadas.

Aliás, são constantemente exterminadas, o que resulta em enchentes, contribui para a péssima qualidade do ar e das águas e para o desmatamento desenfreado. O desmatamento, por sua vez, afeta diretamente a vida de toda a população, que passa a enfrentar: erosões, assoreamento de rios, redução do regime de chuvas e da umidade relativa do ar, desertificação e perda da biodiversidade.

Muito além do ato simbólico de plantar uma árvore nesse dia, 21 de setembro deve ser visto como um dia para rever nossas atitudes em relação ao meio ambiente e deve ser encarado como um momento de mudança de postura e conscientização. Afinal, os nossos atos de hoje afetam as gerações de amanhã.

É importante também mobilizar-se a respeito da necessidade de criação de políticas públicas que sejam capazes de proibir a derrubada ilegal de árvores tanto nas cidades como nos interiores do país (e do mundo!). Por isso, pedimos: Desmatamento ZERO!

Comments

happy wheels